Músicas para descobrir em casa – ‘Picilone’ (Noel Rosa, 1931) com Noel Rosa e João de Barro | Blog do Mauro Ferreira

Músicas para descobrir em casa – ‘Picilone’ (Noel Rosa, 1931) com Noel Rosa e João de Barro | Blog do Mauro Ferreira


MÚSICAS PARA DESCOBRIR EM CASA – Picilone (Noel Rosa, 1931) com Noel Rosa e João de Barro

♪ Em 1931, reforma ortográfica no Brasil determinou a retirada das letras K, W e Y do alfabeto da língua portuguesa. Ágil e hábil cronista de costumes da época, retratados por ele de forma espirituosa em letras de música, o cantor e compositor carioca Noel de Medeiros Rosa (11 de dezembro de 1910 – 4 de maio de 1937) fez o samba Picilone com menção nos versos às mudanças da ortografia.

O título Picilone reproduziu a forma popular como o povo brasileiro se referia à letra Y, o ypsilone. Ou picilone, na língua do povo.

Com estrutura semelhante à de um partido alto, por ter sido composto por quatro estrofes (que poderiam ser mais numerosas, se improvisadas ao vivo nas rodas) alternadas pelo refrão aliciante, o samba Picilone foi gravado naquele ano de 1931 por Noel Rosa em single de 78 rotações por minuto editado via Parlophon (selo subsidiário da gravadora Odeon).

Noel dividiu a interpretação de Picilone com o conterrâneo Carlos Alberto Ferreira Braga (29 de março de 1907 – 24 de dezembro de 2006), o João de Barro, compositor, cantor e violonista carioca também conhecido como Braguinha.

Parceiro de Noel em sucessos como As pastorinhas (1934), João de Barro integrava com o colega o Bando de Tangarás (1929 – 1933), grupo responsável pelo acompanhamento da gravação do samba Picilone.

Além de Braguinha e Noel, o Bando de Tangarás incluiu nomes como o violonista Henrique Britto (1909 – 1935), o agregador Almirante – nome artístico do cantor e compositor carioca Henrique Foréis Domingues (1908 – 1980), líder do grupo – e o cantor e pandeirista conhecido como Alvinho (1909 – 1972).

Mesmo com estrutura simples, o samba Picilone exemplificou a verve de Noel Rosa. Talvez por ser datado, o samba nunca foi regravado, mas o primeiro e único registro fonográfico de Picilone foi incluído na coletânea Feitiço da Vila (editada pelo selo Revivendo em 1994) e no inventário da discografia de Noel como intérprete, apresentado na caixa de CDs Noel Rosa pela primeira vez (2000).

♪ Ficha técnica da Música para descobrir em casa 35 :

Intérprete original: Noel Rosa e João de Barro

Disco da gravação original: Single Parlophon 13344

Ano da gravação original: 1931

Regravações que merecem menções: o samba Picilone nunca foi regravado.

♪ Eis a letra do samba Picilone :

Com os olhos fora da caixa

Não faz mais nada, a Yvone

Cansei de andar só de tanga

Fui te encontrar na Cananga

Mas não me deste audiência

Pra te dizer um picilone”



Fonte

Deixe uma resposta